Por ciúme, homem esfaqueia a companheira até a morte, no interior do Ceará

Segundo informações, Carliane Barbosa Teixeira, 34, estava em uma festa, acompanhada de seu companheiro, Elias Possidônio de Farias, 36. Após saírem do evento, Carliane e Elias discutiram rapidamente e em seguida, ele a golpeou com várias facadas, vindo a óbito no local.

Os populares que estavam próximos da cena do crime, ao ouvirem gritos de socorro correram, mas a jovem já estava morta. Indignados com o ato, amarraram o acusado até a chegada da Polícia Militar, que conduziu o mesmo para a Delegacia Regional de Polícia Civil, em Canindé, onde foi autuado em flagrante. Elias confessou a motivação do crime, por ciúmes da vítima.

O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal de Canindé, onde deverá ser liberado nas próximas horas.

Segundo pessoas próximas ao casal, ambos já vinham em um relacionamento bastante conturbado, culminando na forma bárbara que interrompeu a vida da jovem.

De acordo com o comandante da 3ª Companhia de Polícia Militar, Tenente Diogo, o acusado deverá ficar recolhido na Cadeia Pública de Santa Quitéria.

Após estuprar cachorro, homem abusa da enteada de 10 anos e oferecer presentes pelo silêncio dela

Um homem de 53 anos foi preso suspeito de estuprar a enteada de 10 anos de idade após abusar sexualmente de um cachorro, em Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia. De acordo com a Polícia Civil, após cometer os abusos, padrasto disse à vítima que daria presentes a ela se ela não contasse do ocorrido para ninguém. Estupro foi descoberto pelo pai da criança, que disse ter percebido um comportamento estranho na filha.

O G1 não conseguiu localizar a defesa do suspeito.

Segundo a delegada Renata Vieira, da Delegacia de Proteção à Criança e ao adolescente de Trindade, o estupro ocorreu enquanto a mãe da criança havia ido trabalhar.

“Ela [vítima] relata que o padrasto foi levar a mãe dela para o trabalho, isso por volta de 4h30. Ela disse que quando ele voltou para casa, ela percebeu que ele estava praticando atos sexuais com o cachorro da casa, então ela fingiu que estava dormindo. Depois, ele foi para cima dela e passou a praticar atos libidinosos também com ela”.

“Ela disse que tentou fingir que continuava dormindo, mas começou a doer e foi o momento em que ela gritou, certamente foi o momento em que ele tentou fazer penetração nela”, disse a delegada.

O homem foi preso, em Trindade, um dia após o crime. De acordo com a delegada, o caso chegou à Polícia Civil depois que o pai da menina percebeu que ela estava nervosa. Segundo ela, ao questionar a filha, ele soube dos abusos e procurou, imediatamente, a delegacia da cidade.

A investigadora disse que a menina mora com o pai e estava passando fim de semana na casa da mãe.

“Depois do estupro, ele mandou ela tomar banho, levou ela para casa do pai dela, pediu para ela guardar segredo. Disse que seria um segredo dos dois e que ele daria presentes para ela enquanto ela ficasse em segredo. Só que o pai dela disse que quando ela chegou em casa, ela estava muito nervosa e, ao questioná-la, ela revelou o estupro”, disse a investigadora.

Após o caso chegar à Polícia Civil, foi solicitado um laudo, cujo resultado, conforme a delegada, confirmou o abuso sexual ainda. Após a comprovação, a corporação representou pela prisão do suspeito e cumpriu o mandado na manhã de terça-feira.

De acordo com a delegada, o homem deve responder por estupro de vulnerável. Ele foi encaminhado, já na segunda-feira, para a unidade prisional da cidade.

Leia Também:

Como emagrecer rápido em uma semana?

7 maneiras de acabar com a ejaculação precoce

Homem encontra filho sendo estuprado e espanca criminoso

Pai não será punido, já que estava apenas defendendo uma criança

Um homem de 35 anos espancou um jovem de 18, após flagrá-lo tentando estuprar seu filho. Jason Browning ficou indignado ao se deparar com a cena e, sem pensar duas vezes, partiu para cima do criminoso e o espancou até que o estuprador ficasse inconsciente. O pai admitiu que só parou de agredi-lo quando seu filho se jogou na frente e impediu que ele o matasse.

De acordo com informações do Daily Mail, o pai informou em depoimento que havia saído de casa durante a madrugada para comprar comida e, quando voltou, ouviu um barulho estranho no quarto do filho de 11 anos. Ele foi até o local, abriu a porta e encontrou um homem identificado como Raymond Frolander estuprando o adolescente.

Segundo depoimento à polícia, o adolescente explicou que estava brincando de videogames com alguns amigos e, quando todos foram embora, Frolander o arrastou até o quarto e puxou suas calças. Ele revelou ainda que o jovem de 18 anos comete abusos sexuais contra ele há três anos.

Ao flagrar a cena, o pai esmurrou o estuprador até que ele perdesse a consciência. Ele chegou a ir na cozinha da casa para pegar uma faca. “Eu ia matá-lo”, admitiu. Apavorado e com medo de que o pai acabasse matando o criminoso, o filho pediu que ele parasse. “Meu filho entrou na minha frente e me fez parar. Meu filho salvou a vida dele. Então, quem é realmente o herói nesta situação?”, questionou.

Mais calmo, Browning ligou para a polícia e relatou o ocorrido. “Eu acabei de encontrar um homem adulto molestando meu filho. Ele está aqui em uma poça de sangue agora para você, policial”, disse.

“Ele está inconsciente?”, perguntou o policial. “Sim… eu bati muito forte, senhor. Ele se levantou quando cheguei e suas calças estavam abaixo do tornozelo e nada mais precisa ser dito. Eu fiz tudo o que eu tenho o direito de fazer, mas eu não o matei”, contou o pai.

Policial reage a assalto e mesmo baleado mata dois bandidos

Um soldado da Polícia Militar do Maranhão, que não teve o nome revelado, arriscou a própria vida ao reagir a uma tentativa de assalto. Ele estava de folga e foi abordado dentro do carro que dirigia na rua Mato Grosso, na Vila São Luís, em São José de Ribamar, por três bandidos.

Ao perceber a ação criminosa o PM atirou de imediato contra os assaltantes e atingiu dois, mas foi também alvejado com um tiro na face. Um dos bandidos morreu na hora, outro foi socorrido mas morreu ao dar entrada no Hospital Municipal Dr Clementino Moura, o Socorrão II, na Cidade Operária. Já o terceiro meliante conseguiu fugir.

O policial militar também foi encaminhado para o Socorrão II mas o estado de saúde dele não foi divulgado até o momento.

Pai mata e arranca parte do saco escrotal de homem que estuprou seu filho

Um agricultor foi preso  suspeito de matar um homem que teria violentado o filho dele, de 9 anos, no município de Tonantins, a 865 km de Manaus. Após o homicídio, ele se entregou à polícia. A criança teria sido amarrada dentro de um curral.

O agricultor se apresentou na sede do Conselho Tutelar de Tonantins, dizendo que havia disparado contra o suspeito, que era conhecido da família. O homem teria aproveitado que estava somente a mãe e a criança em casa, para cometer o abuso.

“Chegou no conselho este caso. Ele [o suspeito] sempre aparecia lá pela casa da família. Na versão do pai, o suspeito apanhou um açaí e mandou a esposa [do agricultor] preparar. No que a mãe da criança se entreteu na cozinha, ele chamou o menino para um curral e se aproveitou da criança lá”, disse o conselheiro Luís José Custódio.

Segundo testemunhas, o suspeito chegou a amarrar a criança dentro do curral para poder cometer o abuso. Ao perceber a chegada do pai, ele fugiu para uma área de mata. A família socorreu o menino e o agricultor entrou na mata atrás do agressor.

Dentro da floresta, o pai teria desferido dois tiros contra o homem, que morreu no local. Em seguida arrancou o saco escrotal do estuprador e depois foi até o Conselho Tutelar para se entregar.

“O pai da criança confessou [que matou o cara]. Ele falou que deu dois tiros. Ele disse que correu para o mato atrás do dele”, disse o conselheiro.

O conselheiro acionou os policiais militares de Tonantins. Os policiais apresentaram o suspeito no 54º Distrito Integrado de Polícia (DIP) município, na noite desta quinta-feira (6).

O Conselho Tutelar do Município disse que vai disponibilizar apoio psicológico para a família e para a criança vítima de violência sexual.

Juiz determina que marido traído receba US$ 9 milhões de amante da ex-mulher

“É minha mulher! É minha mulher!”, grita desesperadamente um homem que tenta entrar em um apartamento na Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

A cena é de um vídeo que circulou pelo país, após a notícia de que seu protagonista, Keith King, receberá do amante da esposa uma indenização de quase US$ 9 milhões por perdas e danos.

A decisão do juiz Orlando Hudson surpreendeu muita gente, mas é baseada na obsoleta Lei da Alienação do Afeto, que permanece em vigor apenas na Carolina do Norte e em outros cinco Estados americanos.

Apesar da generosa indenização, King afirma que não está feliz.

Segundo ele, é “uma vitória vazia”, porque o que ele realmente queria era recuperar sua vida passada com a ex-mulher, Danielle King, com quem tem uma filha de 5 anos.

Um romance que saiu caro

Aos 48 anos, Keith King é dono de uma empresa de eventos de BMX, na qual sua então esposa também trabalhava.

Em agosto de 2015, o casal participou de um evento em Nova York, onde Danielle conheceu Francisco Huizar. Na sequência, eles começaram um relacionamento amoroso.

Os dois se falavam com frequência e se encontravam sempre que podiam. De acordo com documentos judiciais, Huizar chegou a alugar um quarto perto da casa do casal King em Durham, na Carolina do Norte.

King afirmou que soube da traição praticamente desde o início, quando percebeu que a esposa recebia várias ligações de um mesmo número de telefone que ele não conhecia.

Desconfiado, atendeu um dos telefonemas, disse a Huizar que Danielle era casada e pediu que ele não voltasse a procurá-la.

Mas o romance continuou e durou 18 meses, até janeiro de 2017.

Confronto

Danielle acabou se separando do marido e saindo de casa. Ela foi morar em um apartamento – no contrato, também estava o nome de Huizar.

Um dia, ela ligou para o ex-marido pedindo que este ajudasse a resolver alguns problemas domésticos; quando King chegou ao apartamento, ficou furioso ao perceber que Huizar estava morando com ela.

As imagens do vídeo mostram King gritando e perguntando se Danielle vai escolher ficar com o amante ou com ele, enquanto Huizar tenta contê-lo pelo pescoço.

No fundo, você ouve a voz da mulher chorando e dizendo que não quer que as coisas aconteçam desse jeito.

O confronto acabou beneficiando King.

Sua defesa alegou que a ligação de Danielle era parte de uma armadilha para acusar o ex-marido de maus-tratos.

Já os advogados de Huizar argumentaram que o cliente estava apenas tentando “proteger a namorada aterrorizada do marido”. Mas, ao continuar casado com ela, King tinha vantagem legal.

Indenização alta

Em 26 de julho, o juiz Orlando Hudson, da Corte Superior da Carolina do Norte, concedeu a King US$ 2 milhões de indenização e US$ 6,8 milhões por perdas e danos.

Em sua decisão, ele considerou Huizar culpado de “atos criminosos [forma antiquada de se referir ao adultério], alienação de afeto, infligir sofrimento emocional intencionalmente, infligir angústia emocional negligentemente, ataque e agressão”.

No fim do julgamento, o juiz descreveu o processo como “um caso clássico sobre como não terminar um casamento na Carolina do Norte”.

Alienação de afeto

A lei que serviu de base para a defesa de King vem da legislação inglesa dos séculos 18 e 19, quando a esposa era considerada praticamente “uma propriedade do marido”.

Nos Estados Unidos, ela teve relevância entre a segunda metade do século 19 e as primeiras décadas do século 20, mas hoje ainda é válida em seis Estados: Havaí, Mississippi, Carolina do Norte, Novo México, Dakota do Sul e Utah.

Para que a Lei da Alienação seja aplicada, deve haver evidências de que antes do romance extraconjugal havia amor no casamento, além de provas de que o amor e o afeto do casal foram destruídos pelas ações negligentes ou maliciosas do réu.

No caso dos King, foram utilizadas mensagens de texto, publicações no Facebook e recibos de hotéis para “provar” as ações passíveis de punição de Huizar.

Sua advogada, Cheri Patrick, argumentou, por sua vez, que Huizar não era responsável por um casamento que estava em colapso antes de seu cliente conhecer Danielle.

De acordo com Patrick, King é um homem controlador e manipulador, que “checava o conteúdo do telefone da esposa, rastreava seus movimentos, a obrigava a usar biquíni e salto alto e não permitia que ela pintasse o cabelo de outra cor que não fosse loiro”.

Danielle se manifestou apenas para dizer que foi ela quem foi atrás de Huizar e que seu casamento era infeliz desde o começo.

A defesa de Huizar está decidindo se vai recorrer da decisão.

Em entrevista ao programa de TV Inside Edition, King afirmou: “Não há dinheiro suficiente que pague o valor da minha família”.

Mãe recebe o vídeo chocante do filho sendo torturado e morto por facção

O jovem Ilgner Cardoso Dantas, de 23 anos, que estava desaparecido desde o último domingo (25), foi achado morto na manhã desta quarta-feira (28) enterrado em uma área de mata no bairro Jardim Europa, em Rio Branco. Cardoso foi reconhecido pelos familiares ainda no local.

A reportagem entrou em contato com o delegado Cristiano Bastos, que investiga o caso na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), e ele informou que estava em diligência.

Ao G1, uma tia da vítima, que não quis se identificar, contou que familiares acharam Cardoso após uma denúncia anônima e acionaram a polícia.

“Os familiares que entraram na mata e acharam. A denúncia anônima foi passada para a polícia, mas eles ainda não tinham ido no local. Ele estava enterrado, chamaram a perícia, pois a gente não poderia mexer. A perícia desenterrou e, com o reconhecimento da família, confirmamos que era ele”, lamentou.

A mãe da vítima, a dona de casa Ana Paula chegou a divulgar um vídeo nas redes sociais pedindo que entregassem o corpo do filho. Muito abalada e chorando, a mulher relatou na gravação que recebeu um vídeo do filho sendo interrogado por uma facção e fotos em que ele foi torturado e pede que devolvam o corpo do filho para que ela possa sepultar.

“Ele não era mal, nunca matou, nunca roubou, era um usuário de drogas. Eu não desejo mal a vocês, só peço que me deem o corpinho dele para eu sepultar. Vocês não sabem a dor que eu estou sentindo”, disse enquanto chorava no vídeo.

A tia da vítima disse que a mãe não tinha condições de falar e estava em estado de choque. “O que esperamos agora é que o caso seja investigado e que seja feita a justiça”, pediu.

Matéria do G1

Vítima protesta após conselho convidar estuprador para conhecer filho gerado do abuso

Uma jovem vítima de estupro quebrou o anonimato nesta terça-feira para criticar a decisão do Conselho Metropolitano de Rotherham, na Inglaterra, de convidar o estuprador a conhecer o filho gerado pelo abuso. Em um vídeo publicado no seu perfil do Twitter, Sammy Woodhouse pede por mudanças na legislação para evitar que outros casos semelhantes aconteçam.

Uma jovem vítima de estupro quebrou o anonimato nesta terça-feira para criticar a decisão do Conselho Metropolitano de Rotherham, na Inglaterra, de convidar o estuprador a conhecer o filho gerado pelo abuso. Em um vídeo publicado no seu perfil do Twitter, Sammy Woodhouse pede por mudanças na legislação para evitar que outros casos semelhantes aconteçam.

“Isso está acontecendo por todo o país e precisa parar. Crianças estão sendo entregues a estupradores e assassinos. Vítimas de estupro também têm ido para centros de apoio para dar acesso às crianças e encontrar com o homem que as estuprou”, diz ela.

O conselho é responsável por prover serviços governamentais na localidade de Rotherham, como assistência social, coleta de lixo e faturamento de impostos.

Segundo a própria vítima, o estuprador não teria entrado com um pedido para conhecer a criança, sendo a decisão inteiramente vinda do Conselho. Hussain também não consta como pai na certidão de nascimento. O Ministério da Justiça abriu uma investigação para saber se o convite foi resultado de falhas no sistema ou um erro de pessoas envolvidas no caso.

Em um comunicado, o Ministério afirmou que está tratando o caso com urgência e que cortes deveriam levar em consideração o potencial risco, tanto para a mãe quanto para a criança, ao tomar decisões neste tipo de caso.

“Esse é obviamente um incidente angustiante e os departamentes relevantes e autoridades locais irão trabalhar com urgência para entender e lidar com as falhas deste caso”, afirma.

Bandido é atropelado e abandonado por seus comparsas na rua, vídeo

Este é o momento chocante que um bandido vestido com capuz é derrubado por um carro enquanto ele persegue um rival com uma gangue empunhando facões no meio do dia antes de ser deixado para morrer por seus cúmplices.

O homem em seus 20 anos sofreu ferimentos graves na cabeça depois de ser jogado no ar e arremessou-se a 50 pés ao longo da calçada pelo motorista atropelado e executado – que aparentemente estava tentando salvar o homem que eles estavam perseguindo.

Seus três cúmplices tentaram arrastá-lo para um carro de espera, mas desistiram quando ele se mostrou pesado demais para levantar e decidiu guardar suas próprias peles.
Filmagens filmadas em uma câmera de CCTV mostram um homem vestindo um uniforme preto correndo ao longo da estrada, aparentemente sendo perseguido por três homens mascarados em facões e morcegos empunhando pretos.

Quando os três primeiros homens desaparecem do quadro, um carro azul é visto correndo em direção a um terceiro homem que ficou para trás.

O veículo continua a acelerar e bate nele, esmagando o homem contra um carro estacionado e jogando-o no ar.

Filmagens filmadas em uma câmera de CCTV mostram um homem vestindo um uniforme preto correndo ao longo da estrada, aparentemente sendo perseguido por três homens mascarados em facões e morcegos empunhando pretos.

Quando os três primeiros homens desaparecem do quadro, um carro azul é visto correndo em direção a um terceiro homem que ficou para trás.

O veículo continua a acelerar e bate nele, esmagando o homem contra um carro estacionado e jogando-o no ar.

Filmagens filmadas em uma câmera de CCTV mostram um homem vestindo um uniforme preto correndo ao longo da estrada, aparentemente sendo perseguido por três homens mascarados em facões e morcegos empunhando pretos.

Quando os três primeiros homens desaparecem do quadro, um carro azul é visto correndo em direção a um terceiro homem que ficou para trás.

O veículo continua a acelerar e bate nele, esmagando o homem contra um carro estacionado e jogando-o no ar.

Motorista de transporte escolar é preso após estuprar menina de 5 anos na van

Um motorista de transporte escolar foi preso em flagrante após estuprar uma criança de cinco anos dentro da van nesta quarta-feira (28), em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza (CE). O suspeito foi surpreendido pela polícia com a criança dentro do carro. Em depoimento à polícia, acompanhada a mãe, a menina contou que o homem ofereceu pirulitos para ela. As informações são do G1 Ceará.

De acordo com a polícia militar, a van estava estacionada em um terreno escuro e com mato alto, o que chamou a atenção dos policiais que se aproximaram do veículo e realizaram a abordagem e visualizaram uma criança na janela do veículo.

Ao darem voz de prisão e abrirem a porta do van, a criança foi correndo para os braços do policial e contou o que tinha acontecido.

Durante o depoimento à polícia, a menina contou que o suspeito ofereceu pirulitos para ela e, em troca, pediu para ela tirar a roupa e deixa que ele tocasse em suas partes íntimas. A vítima tentou resistir, mas o motorista tirou a roupa e cometeu o crime. A criança disse ainda que ele tinha tentado estuprá-la anteriormente.

Em entrevista ao G1, o delegado do caso, Josafá Carneiro Filho, disse que o suspeito era considerado ‘um amigo da família’ e que frequentava a casa dos pais da menina.